10/03/2017

Fonacriad discute tendências e desafios das medidas socioeducativas para adolescentes

Como tema as ‘Tendências e desafios dos Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa, foi aberta na última quarta feira, 08, a primeira reunião técnica de 2017 do Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras da Política de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – Fonacriad, desta vez realizada pela Fundação da Criança e do Adolescente do Estado do Maranhão – Funac.

O debate conta com a participação da diretora adjunta da Fundação da Criança e do Adolescente do Estado da Bahia – Fundac, Fabiana Burity, do juiz titular da 2ª Vara da Infância e Juventude do Maranhão, José dos Santos Costa, do gestor do Departamento de Administração Socioeducativa de Santa Catarina, Zeno Augusto Tressoldi, e da Presidente da Funac, Elisângela Cardoso.

Foram três dias de debates, que se encerram hoje, 10, e que contaram também com a participação de representantes dos segmentos da infância e juventude da sociedade civil, gestores e técnicos dos serviços da execução das medidas socioeducativas em meio aberto e fechado de todo o país, pesquisadores e estudantes universitários e o público em geral. Os gestores estaduais participaram dos debates sobre os desafios e possibilidades da gestão sistema socioeducativo, além de reflexões sobre a saúde mental e o contexto da socioeducação e, o fortalecimento da medida de semiliberdade.

A presidente da Funac, Elisângela Cardoso, em sua fala de abertura, citou a importância da realização das reuniões dos integrantes do fórum. “Essa reunião técnica do Fonacriad é um momento de troca de conhecimento e aprendizagem para todos os gestores e técnicos que atuam no sistema socioeducativo do Brasil. Os desafios cotidianos são muitos e precisamos nos capacitar constantemente para superá-los”, disse a gestora da Funac,  também presidente do Fonacriad.

Durante o encontro, o participantes também puderam ouvir depoimentos de adolescentes atendidos pelo Projeto Jovem Guardião, inciativa da Funac em parceria com a Pastoral da Juventude. “Nós agradecemos pelas ações dos Guardiões em nossas vidas. Eles saem de casa no sábado para nos ver, quando podiam fazer outras coisas e mesmo sem ter essa obrigação, porque acreditam em nós. Aprendemos com eles, conversamos, brincamos, desabafamos. Tudo isso já muda a vida, já faz pensar diferente. Quando eu sair, quero ser igual a eles”, contou emocionado um dos adolescentes.

A reunião do Fonacriad segue até a tarde desta sexta, quando serão discutidos e avaliados o curso de Especialização em Políticas Públicas e Socioeducação, modalidade EAD, promovido pela Escola Nacional de Socioeducação e também a agenda do fórum para 2017.