Educação Formal

A educação é o principal instrumento de ressocialização do adolescente em cumprimento de medida socioeducativa, portanto, a FUNDAC desenvolve diversas ações que visam o desenvolvimento integral desses jovens, garantindo o acesso à escolarização através das escolas e anexos que funcionam nas unidades, através de convênios e acordos de cooperação técnica firmados entre a fundação e as secretarias de educação municipal e estadual.

A escolarização formal possibilita o acesso ao conhecimento sistematizado e ao pensamento crítico, contribuindo para a orientação e formação de valores. Contribui para favorecer o retorno desses adolescentes à vida escolar e comunitária, tornando-os cidadãos capazes de exercer sua cidadania, assim como para a sua inserção no mercado do trabalho, conforme determina a Constituição Federal.

As atividades são realizadas pela Coordenação de Educação através da Gerência de Atendimento Socioeducativo.


Projeto Uma Escola na Vida

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – nº 9394/1996 – sugere a criação de propostas educativas para promover igualdade de condições para o acesso e permanência do aluno no processo educativo.

Neste sentido, a FUNDAC elaborou uma proposta de escolarização diferenciada chamada Uma Escola na Vida – pautada na interdisciplinaridade – propondo o estudo e integração das diversas áreas do conhecimento, dirigida aos adolescentes em internação provisória (IP), através de uma dinâmica diferenciada devido à descontinuidade de permanência na unidade, considerando que ainda não tiveram sua internação determinada pelo Poder Judiciário.


Educação na medida socioeducativa de Semiliberdade

Na medida socioeducativa de semiliberdade acontece através da articulação da FUNDAC e ONGs gestoras com a rede municipal de ensino, mobilizando-a para acolher este adolescente.


Educação na medida socioeducativa de Internação

Na medida socioeducativa de internação o educando frequenta a escola dentro das Comunidades de Atendimento Socioeducativo – Cases, através das parcerias com as secretaria de educação municipal e estadual. A prática pedagógica busca estimular no adolescente a sua percepção do mundo, dos outros e de si mesmo, compreendendo o seu papel, suas experiências e, principalmente, suas potencialidades para construir o seu próprio projeto de vida, de forma autônoma, responsável e digna. Integra a ação socioeducativa, junto com as atividades de arte-educação, profissionalização, a prática de esportes, lazer e cultura.